Rodrigo Correa

Account Manager

A trajetória de um dos pioneiros no empreendedorismo da energia solar no Brasil teve seu início de uma forma peculiar: o chocolate.

Difícil imaginar que o empresário de sucesso Rodrigo Pereira Corrêa iniciou sua trajetória com ingredientes bastante comuns, como o chocolate e a vontade de ser alguém.

Incomum mesmo é adicionar metas, visão, inovação e competência à receita.

Natural de Quaraí, em fevereiro de 1978, nascia o rapaz de origem humilde que mudaria o cenário empresarial e energético não só do Rio Grande do Sul, mas do Brasil. Pois, desde a mais tenra idade,aprendeu que o sucesso é uma construção árdua regada a dedicação e muito trabalho.

Filho de dona Maria Júlia e seu João Adir Corrêa, o empresário gaúcho atribui seu “feeling” empresarial à genética, pois teve como mentor seu pai – premiado na década de 90 como o maior vendedor de produtos veterinários do país.

A falta de recursos para comprar lanche na cantina da escola estadual em que estudava – em Quaraí, não o deteve, mas motivou-o a tomar uma atitude transformadora: vender nas lojas do comércio local as deliciosas tortas “Nega Maluca” que sua mãe o ensinara a fazer.

Foi essa simples iniciativa que possibilitou ao garoto de 10 anos a satisfação diária de, por esforço próprio, deliciar-se com o saboroso suco de laranja natural da cantina da escola.

Aos 16 anos, Rodrigo mudou-se para Bagé, e na Escola Militar de Oficiais da Reserva destacou-se como terceiro colocado e obteve destaque como Aspirante a Oficial, que mais tarde o levaria à cidade de São Borja – onde permaneceria de 1999 a 2004. Ainda em Bagé, cursou na URCAMP a faculdade de Análise de Sistemas.

Em 1999, na cidade de São Borja, o empresário conheceu e casou-se com seu grande amor, Jaqueline Hoffmann Finger Corrêa, com quem tem uma relação sólida inclusive negocialmente. O casal, junto a 19 anos, atualmente tem quatro filhos: Nicole (17), Natália (15), Naiane (10) e Rodrigo Filho (8).

Ainda nesse ano, iniciou sua especialização em segurança, participando de cursos com autoridades policiais americanos e israelenses, tendo inclusive ministrado treinamentos no Brasil e no exterior, e para Grupos de Operações Especiais da BM, PRF, PF, Polícia Civil.

Neste período, Rodrigo também iniciou um trabalho de consultoria em segurança, voltada para o atendimento a grandes empresários do país.

Toda experiência acumulada na área de segurança, possibilitaram a concretização de um sonho pessoal: a criação da SEGURYTECH, empresa consolidada no mercado a mais de 14 anos – sediada em Quaraí, consistindo no marco inicial do legado de Rodrigo em sua terra natal.

Quaraí foi ainda palco de outros feitos do empreendedor, como a criação da RP Corrêa, em 2006 – empresa especializada na venda de equipamentos de segurança, e a assunção do Consulado do Grêmio na cidade juntamente criação da Rádio Grêmio Web, no ano de 2009.

Em 2011 o empreendedor se formou em Administração pela Universidade Luterana do Brasil- Ulbra o gaúcho versátil fica mais evidente a partir deste ano, quando ele ingressa no setor de tratativas negociais do arroz a nível nacional – que o levou a efetuar essas transações diretamente de Santa Maria, em meados de 2013.

Na UFSM, ainda em 2013, Rodrigo conheceu a tecnologia fotovoltaica solar que o induziu a ser tutor de novas tecnologias e culminou em 2014, no que viria a ser sua primeira empresa de energia solar – e uma das pioneiras do ramo no Brasil, radicada na incubadora da UFSM.

Inaugurou ainda no ano de 2014, a primeira fábrica de estruturas para sistema solar do país – sediada em Santa Maria. Mesmo ano em que a convite do Prefeito de Quaraí assumiu a Secretaria do Desporto e Lazer, onde pôde propiciar a seus conterrâneos melhorias significativas como a reformulação do Centro Esportivo Municipal (criação de ciclovia, pista de atletismo e iluminação da área) e a revitalização de outros 22 campos de futebol nos bairros.

Ao fixar moradia em Santa Maria, o empresário estabeleceu novas parcerias que resultaram na criação do consórcio Sustentável junto ao Sicredi e na sua implantação pioneira no país. Mesmo ano em que Rodrigo criou a AGESOLAR (Associação Gaúcha de Energia solar), e também o primeiro kit solar produzido no Brasil.

O destaque de Rodrigo no setor energético, transformou-o em referência no assunto, eem 2016 preconizou a fundação da RR Consultoria –considerada autoridade no seguimento.

A expertise de Rodrigo Corrêa na seara energética possibilitou ainda, em 2018, a criação de outras duas empresas, a Parceria Solar (presente em 80 cidades do RS e SC) e a Alusol (fábrica de estruturas solares), sediada em Curitiba. O grupo tornou-se então um dos maiores do país no ramo da energia solar, tendo faturamento bruto anual em milhões.

Sua esposa e sócia Jaqueline Hoffmann hoje atua ao lado do marido como Diretora Financeira e Diretora Administrativa, respectivamente na Parceria Solar e na Segurytech, sendo creditada por Rodrigo como sendo a grande corresponsável pelo sucesso e destaque obtido pelo empresário e pelo grupo empresarial.

Este ano, o empresário já inaugurou uma filial da Parceria Solar em Curitiba-PR, e tem previsão de inaugurar outra filial em Goiás em breve. As empresas ligadas a Rodrigo empregam, nas diversas cidades em que estão situadas, cerca de 800 pessoas, sendo 200 diretamente e 600 indiretamente.

Esse relato de sucesso – que há de ter ainda muitos outros capítulos exitosos, nos proporciona vislumbrar o que a singela iniciativa de vender bolo de chocolate teve sua parcela de contribuição na gênese de um grande empresário, e consequentemente no pioneirismo da geração de energia solar no Brasil. A trajetória de Rodrigo Pereira Corrêa é um testemunho de que trabalho, visão e dedicação alicerçam a concretização de sonhos.